Por que o salário mínimo do Brasil é tão baixo?

O salário mínimo, supostamente, deveria ser capaz de garantir às famílias brasileiras uma boa qualidade de vida. Isto quer dizer que, a média salarial teria de ser suficiente para cobrir os custos de alimentação, moradia digna, educação mínima, higiene básica, transporte, saúde e lazer de uma família brasileira comum.

Mas sabemos que esse valor está distante de ser suficiente para se viver bem no Brasil, o que nem todos os brasileiros sabem é o motivo do salário mínimo ser tão baixo em nosso país. Confira abaixo a resposta para esse questionamento:

Qual a importância do Salário Mínimo?

O salário mínimo foi criado em 1940 e é uma grande conquista para nós brasileiros. O intuito de sua criação era, realmente, de garantir a padronização da remuneração básica que pudesse assegurar uma qualidade de vida descente para a população.

O valor do salário mínimo tem oscilado bastante nos últimos tempos, isto porque varia de interesse político para interesse político dos governos que assumem mandato. Mas não podemos negar que a valo4ização da remuneração básica favorece os negócios e o ciclo econômico do país.

Qual seria o Salário Mínimo ideal?

O valor do salário mínimo ideal depende de uma pesquisa que procura estabelecer quanto o brasileiro gasta por mês com alimentação indispensável. Através de um cálculo com os dados da pesquisa, o governo chega a um valor que deveria englobar além da cesta básica, transporte, educação, vestimentos para uma família de quatro pessoas. A cifra modelo seria a que cumprisse o mínimo previsto pela constituição.

O que acontece é que a distribuição de renda ao longo da história, fazia com que ocorresse a demanda de inflação. Ou seja, os reajustes no salário são uma forma de controlar a própria inflação, pois se as pessoas receberem mais elas irão gastar mais. Então, ao invés de termos um instrumento de distribuição de renda, acabamos por ter um instrumento de regularização da inflação.

Por que estamos tão distantes desse valor?

A única forma de mudar a situação atual do salário mínimo seria a valorização do mesmo. Porém, esta valorização depende diretamente de interesse político e da prática de uma política a longo prazo. Se não favorece a política, ficamos cada vez mais distantes de uma cifra mais justa.

O valor do salário mínimo não condiz com a realidade das famílias brasileiras, muito menos é capaz de garantir qualidade de vida à maioria da população. O ideal seria que o ocorresse a valorização da remuneração mínima para que ela voltasse a ser uma ferramenta de distribuição de renda.